(Resenha – livro) O Castelo Animado, de Diana Wynne Jones

livro O Castelo Animado + ResenhaTítulo original: Howl’s Moving Castle

Autora: Wynne Jones

Editora: Galera Record

Nº de páginas: 320

ISBN: 978-85-0107-546-8

“O Castelo Animado”, cujo o título original é Howl’s Moving Castle (“O Castelo Móvel de Howl”), foi publicado pela primeira vez em 1986. A autora do livro é a Diana Wynne Jones, uma britânica que infelizmente faleceu em 2011. A história de como ela idealizou a obra é interessante: quando estava visitando uma escola infantil para promover suas publicações um garoto se aproximou dela e sugeriu que em sua próxima estória ela escrevesse sobre um castelo que pudesse caminhar. Ela seguiu o conselho e, claro, dedicou o título ao garoto:

“Este é para o Stephen

A ideia para este livro me foi sugerida, numa escola que eu visitava, por um menino que me pediu que escrevesse um livro chamado O castelo animado. Anotei o nome dele e o guardei num lugar tão seguro que até hoje não consegui encontrá-lo. Gostaria de agradecer muito a ele.”

O livro narra as aventuras de Sophie, uma garota de 17 anos herdeira de uma chapelaria que em um determinado dia, durante seu expediente de trabalho, recebe a visita de uma mulher misteriosa que se identifica como a temível Bruxa das Terras Desoladas e que a transforma em uma idosa de cerca de 90 anos. Transtornada e com medo da reação das suas familiares (sua madrasta e duas irmãs mais novas), Sophie foge de sua cidade natal e encontra abrigo no castelo móvel do mago Howl, cuja fama de devorador de corações de jovens moças corre por todo o reino.

O Castelo animado 01

O Castelo animado 02

Dentro do castelo ela conhece um demônio do fogo chamado Calcifer que propõe-lhe um acordo: caso ela consiga destruir a ligação dele com o mago Howl, Calcifer poderá usar seus próprios poderes para acabar com a maldição dela. Assim a Sophie começa a morar no local e passa por experiências que ela jamais sonhou um dia que passaria, caso vivesse isolada, cuidando da chapelaria.

O Castelo animado 03

O livro é narrado em terceira pessoa e a estória é uma graça, muito divertida de acompanhar, mas algumas partes foram para mim um pouco maçantes, como a viagem com a bota-de-sete-léguas e a caça às estrelas cadentes, mas acho que o meu tédio tem relação com o fato de que o filme “O Castelo Animado”, produzido pelo estúdio Ghibli é um dos meus favoritos e estas cenas são algumas das muitas que não existem na adaptação para os cinemas. Aproveito para explicar que exitem algumas diferenças cruciais entre o livro e o filme, são assuntos que merecem um post só para eles, mas darei alguns exemplos: como já escrevi a Sophie tem duas irmãs e não uma como no filme, Michael é um pouco mais velho na obra escrita e a maga Suliman… Bem, no livro ela é um homem e está desaparecido.

O Castelo animado 04

O Castelo animado 05

Agora, o que falar do protagonista masculino, o Howl? De toda a história ele é o personagem mais egocêntrico, imaturo e esquivo, mas apesar dessas características negativas ele é extremamente carismático, o que é bem estranho já que no mundo real ele seria uma pessoa extremamente difícil de conviver. Existe até uma frase famosa da Jones acerca da opinião de algumas leitoras acerca do Howl:

“The one big, strange fact about Howl is that almost every young woman who reads about him wants to marry him”. — Diana Wynne Jones

“O único fato mais estranho acerca do Howl é que quase todas as moças jovens que lê sobre ele querem casar com ele”. — Diana Wynne Jones

Publicado pela Galera Record, a capa da versão brasileira é uma das mais bonitas já escolhidas. Ela foi ilustrada pelo Rafael Nobre, que já trabalhou com outros títulos também. Clique aqui e confira o site dele.